Agosto

 

Agosto, mês de cachorro louco! Minha mãe dizia, ao mesmo tempo em que passava a mão nos meus cabelos. Ela e eu, de agosto. Era forte em tempos de completa submissão. Sonhadora, numa época onde sonhar era luxo. Cinco filhas, pobre, semi-analfabeta, ensinou antes das artes da casa, a arte do sonhar, do ser forte, do enfrentar. Leoa? Cachorro louco? Não sei. Só sei que agosto é o mês do meu gosto.
 

maria izabel

 

voltar