Cheiro

 

E não era por ser sábado não. Mas fiquei assim, parada, tonta. Sensualizada?

O guardador de carros percebeu minha inquietação. - É a dama da noite, sente o cheiro?

Sentia, e como. O perfume se entranhou...Aquele cheiro, aquela lua imensa e amarela no céu. Ah! E era sábado, e era noite, e eu sentia saudades. De você, de mim, ou dos nossos cheiros mesclados ao perfume que vinha daquele antigo jardim?

maria izabel

 

voltar