Indiscrição

Instintivamente cobriu a tela de cores. Toda sua ousadia na paleta. Os pincéis como dedos desvelando antigos segredos. Deslizavam, compunham tonalidades, exibiam nuances. Contornos quentes, suaves, frágeis e fortes. Surpreendentes! Horizontes distantes, onde terra e céu confabulam. Íngremes caminhos. Por pura reflexão, com total ausência de instintos escondeu-se na tela. Assim transcendia.
 

maria izabel

 

voltar