Origami

 

Paulo planta pássaros nas árvores da praça
Quem sabe o por que.
Talvez ternura, ou pura altivez de se imaginar Deus, insuflando ar em pequenas dobraduras de papel.
Em cada árvore coloca muitos deles e deixa bilhete, pedindo que não os levem.
Mas, sabe que não pode controlar e então escreve em cada um uma pequena frase:
– Vá com Deus.
Sua ternura extravasa assim.
Planta pássaros.

maria izabel

 

voltar