Ser humano

 

O ser humano é vulcão.
Pressionado se assusta,
esconde, projeta.
Mas a vida insiste, cobra
entorna, entristece.

O ser humano então busca
sua cratera, em rezas, tintas
poesias, por vezes até boêmia.

A vida cobra e os que atendem
descobrem na escrita, no poema
nova cratera voraz.

maria izabel

 

voltar