Cajueira

Nasci “cajueira.”
Raízes profundas,
em solo arenoso, seco,
de pouca rega.

Cresci “cajueira.”
Galhos finos, frágeis,
folhas tenras ao vento...

Amadureci “cajueira.”
Apenas um fruto ao sol.

E assim me fiz árvore.
Frondosa, galhada, folhada.
Onde se abrigam passarinhos, borboletas
e montes de beija-flor

Permaneci “cajueira.”
E dou sombra,
em terra de pouca rega.....
 

maria izabel

 

voltar