Falando sobre amor

Para Alguém

Em mim há rumores de gentes,
de plantas de bichos.
Vivo de olho guloso, querendo guardar o mundo.
Mas nada que é vivo se guarda, se prende.
Vou passando pela vida e minha alma vai repleta
de sons, palavras, gentes e formas
Não vivo esperando nada
Vou me distribuindo sem pressa.....


Insólito

O espírito do inverno
ainda vagueia.
Passeia pelo tempo
do meu outono.
Folhas amarelecidas.
Quebradiças.
Tenras.
E se ri
desta (minha) estranha primavera.

maria izabel

 

voltar