Manhã de domingo

O vento levantou a cortina.
Suavemente a luz do sol atravessou
o cristal do vaso, que espalhou um
prisma colorido. E como se fossem
flores feitas de cacos, girou e iluminou as paredes da sala.
A manhã se fez cor.

maria izabel

 

voltar